A jornada da gravidez traz consigo uma série de questionamentos e ajustes na rotina, e um deles é o consumo de café. Enquanto o café costumava ser o aliado matinal de muitas mulheres, surge a dúvida: grávida pode tomar café? Afinal, o que é melhor para a saúde da gestante e do bebê?

Grávida pode tomar café ou é realmente proibido? Estudos revelam

Até pouco tempo atrás, uma xícara de café diária era uma das pequenas alegrias permitidas durante a gestação.

Entretanto, a ciência avança, e um estudo publicado na BMJ Evidence-Based Medicine em agosto de 2020 trouxe novas perspectivas.

Hoje, especialistas sugerem que a cafeína seja evitada por completo durante a gravidez, devido aos riscos potenciais associados.

Assine Amazon Prime e garanta FRETE GRÁTIS nas suas compras!

Os Riscos da Cafeína na Gravidez

Os estudos científicos não estabeleceram uma dose segura de cafeína durante a gravidez. O consumo excessivo de cafeína foi relacionado a problemas como:

  • Maior risco de aborto;
  • Bebê nascido morto;
  • Baixo peso ao nascer;
  • E outras complicações.

A cafeína, ao atravessar a placenta, pode afetar o desenvolvimento saudável do feto.

Cafeína em outros alimentos

Não é apenas o café que contém cafeína. Bebidas à base de cola, energéticos, chás preto, branco, vermelho, mate e verde também estão na lista, assim como o chocolate. O consumo excessivo desses alimentos deve ser evitado durante a gravidez.

Mas o que dizer do chocolate? Embora seja possível consumir, é recomendado moderação. Chocolates com alto teor de cacau ou cacau em pó 100% são escolhas mais seguras.

Fontes escondidas de cafeína

Além das fontes óbvias de cafeína, como café e chás, muitos alimentos e bebidas processados podem conter cafeína em quantidades surpreendentes. Confira a lista a seguir:

Cafés e chás:

  • Café coado: 95 a 165 mg por copo.
  • Café instantâneo: 60 a 80 mg por copo.
  • Café expresso: 47 a 64 mg por copo.
  • Café descafeinado: 2 a 4 mg por copo.
  • Chá Mate: 20 a 30 mg por xícara.
  • Chá verde: 25 a 40 mg por xícara.
  • Chá preto: 15 a 60 mg por xícara.

Refrigerantes:

  • Coca-Cola: 30 a 35 mg por 350 ml.
  • Coca-Cola Zero: 35 mg por 350 ml.
  • Guaraná Antártica: 2 mg por 350 ml.
  • Guaraná Antártica Zero: 4 mg por 350 ml.
  • Pepsi: 32 a 39 mg por 350 ml.
  • Sprite: Quantidade insignificante de cafeína.

Chocolates:

  • Cacau: 3-50 mg por xícara.
  • Chocolate ao leite (100g): 3 a 30 mg.
  • Chocolate amargo (100g): 15-70 mg.
  • Achocolatado em geral: 4 a 5 mg por 250 ml.
  • Achocolatado Meio Amargo: 17 a 23 mg por 240 ml.

Energéticos:

  • Burn: 36 mg por 250 ml.
  • Monster: 90 mg por 250 ml.
  • Red Bull: 75 a 80 mg por 250 ml.

Medicamentos:

  • Dorflex: 50 mg por comprimido.
  • Neosaldina: 30 mg por comprimido.

É importante educar as gestantes sobre a importância de verificar os rótulos dos produtos e estar ciente das fontes escondidas de cafeína.

Alternativas Saudáveis ao Café

Se a cafeína deve ser evitada, quais alternativas estão à disposição das gestantes? Aqui estão algumas sugestões:

Chás de Frutas: Chás de frutas, como o de maçã, casca de abacaxi e ameixa preta, são opções quentes e saborosas para substituir o café. Certifique-se de escolher opções orgânicas para minimizar a exposição a agrotóxicos.

Erva Doce Cha Organico Iamani 15 saches
Foto: Reprodução / Amazon

Produto: Erva Doce Chá Orgânico 15 sachês
Marca: Iamaní

Sobre este item:

  • Orgânico
  • 100% Natural
  • Adubação verde
  • Biofertilizantes

Modo de uso: Despeje água quente em uma xícara, coloque o sachê e deixe em infusão por 5 minutos. Beba quente ou se preferir adicione cubos de gelo

Café de Açaí: Além de fazer bem à saúde, o café de açaí tem sabor e aroma muito semelhantes ao café tradicional, pois os grãos passam pelo mesmo processo do café, higienização, secagem, torrefação e moagem. Por não possuir cafeína é uma excelente opção para consumir à noite, pois não prejudica a qualidade do sono.

Natural Science CAFÉ DE AÇAÍ 250g - Raízes do Açaí
Foto: Reprodução / Amazon

Produto: Café de Açai 250g 0% Cafeína
Marca: Natural Science

Sobre este item: O Café de Açaí é produzido 100% a partir do grão de açaí. Concentra uma variedade de nutrientes presentes no caroço de forma potencializada. Contém vitamina A, E, D, K, B1, B2, e C. É rico em fibras e óleos essenciais. Não contém glúten e é naturalmente sem cafeína.

Depoimento de cliente: “Gostei do café de açaí um gosto suave e bom que posso beber a noite sem consequências no sono. Valeu o investimento na saúde com o café açaí.” – Marcos A Inácio

Café Especial 100% Arábica: Para aquelas que desejam manter um pouco do sabor do café, o café especial 100% arábica é uma escolha com teor reduzido de cafeína em comparação ao café tradicional.

Café Especial em Grãos, 1Kg, Café Campos Altos, Torra Fresca, 100% Arábica, Direto da Fazenda
Foto: Reprodução / Amazon

Produto: Café Especial em Grãos, 1Kg
Marca: Café Campos Altos

Sobre este item: Café 100% Arábica Torrado em Grãos.

Depoimento de cliente: “Inexplicável o sabor!” – Emanuelly Dias de Medeiros

Café Decafeinado: O café descafeinado é uma alternativa a ser considerada, porém, mesmo assim, não deve ser consumido em excesso.

Café Solúvel, Descafeinado, Nescafé, 50g
Foto: Reprodução / Amazon

Produto: Café Solúvel, Descafeinado, 50g
Marca: Nescafé

Sobre este item: Feito a partir dos melhores grãos de café, a cafeína é cuidadosamente removida usando um processo à base de água, preservando o sabor e aroma ricos que os consumidores adoram no Nescafé.

Depoimento de cliente: “Passei a tomar esse café pois não posso com cafeína e foi a melhor coisa q fiz pois mata a vontade de tomar o amado café sem os malefícios da cafeína em mim.” – Eva Luna

Exercícios Físicos: Para combater a sonolência matinal, atividades físicas podem oferecer um impulso de energia e bem-estar, promovendo uma sensação de vitalidade.

Conclusão

Grávida pode tomar café, desde que seja com moderação e considerando outras fontes de cafeína presentes na dieta.

A saúde da gestante e do bebê é a prioridade, e alternativas mais saudáveis podem garantir energia e bem-estar ao longo da gravidez e do pós-parto.

Redução Gradual do Consumo de Café

Para as mulheres que estão acostumadas a consumir café regularmente, a redução gradual do consumo de cafeína pode ser recomendada para evitar sintomas de abstinência, oscilações de humor na gravidez e minimizar possíveis efeitos colaterais.

Orientações personalizadas

As orientações sobre o consumo de cafeína podem variar com base em fatores individuais, como a saúde da gestante, histórico médico, presença de condições médicas específicas e outros fatores relevantes. A consulta com um profissional de saúde é fundamental para obter diretrizes personalizadas.

Assine Amazon Prime e garanta FRETE GRÁTIS nas suas compras!

A ciência continua avançando, e novas pesquisas podem surgir no futuro, fornecendo mais informações sobre os riscos e benefícios do consumo de cafeína durante a gravidez.

Manter-se atualizado sobre as últimas pesquisas é fundamental para orientar as decisões das gestantes.

Isenção de responsabilidade: Nossos links contém afiliações; compras via links geram pequenas comissões. Essas comissões sustentam o blog. Este site não deve ser considerado um conselho médico. Consulte o seu médico se tiver alguma dúvida sobre o conteúdo apresentado.

Compartilhar.

Mãe aventureira e apaixonada por viagens, fotografia e, é claro, maternidade. Formada em Jornalismo em 2012, encontrei minha voz ao escrever sobre as experiências únicas que a maternidade trouxe para minha vida, aliando meu amor por contar histórias com minha jornada como mãe. Minhas narrativas capturam os momentos mágicos e os desafios do dia a dia, inspirando outras mães a abraçarem a jornada com coragem e alegria.

Deixe uma Resposta

três × quatro =